Câncer de pele


Variedade mais frequente no Brasil, o câncer de pele é causado principalmente pela exposição solar excessiva. As células sofrem um tipo de mutação e se multiplicam desordenadamente, com o surgimento da neoplasia. Se for descoberta no início, tem grandes chances de cura. Apesar do risco pequeno para espalhar para outros órgãos, existem tipos de câncer de pele que podem se espalhar. Por isso, é fundamental a consulta preventiva ao médico dermatologista, profissional capaz de avaliar as manchas e sinais que oferecem risco e os que não oferecem. O carcinoma basocelular e o carcinoma epidermóide são dois tipos de câncer não melanoma, mais frequentes, menos graves e mais fáceis de serem curados. Porém, o carcinoma espinocelular quando diagnosticado numa fase avançada, pode espalhar-se para outros órgãos. Para identificar se há malignidade na lesão, é necessário realizar a retirada de uma pequena parte da lesão para análise laboratorial. A biópsia geralmente é feita com anestésico local.